Use o cupom "NEW" e Ganhe até 20% OFF em todas as Artes!

Paul Cézanne: Retratado como medíocre e a indigesta ruptura com os famosos impressionistas

Após ingressar no “Salão dos Recusados”, ao lado dos fundadores do impressionismo: Pissarro, Monet, Degas e Renoir. O jovem Cézanne participa da primeira exposição impressionista, em 1874.

Mas algo curioso a salientar, é que os impressionistas não aceitaram de forma pacífica a sua obra inovadora.

Alvo de chacota por parte da crítica mais conservadora, logo romperia também com os companheiros e seguiria seu próprio caminho.

Tinha como objetivo converter, nos quadros que pintava, os objetos da natureza a três formas básicas: o cilindro, a esfera e o cone.

Este rigor geométrico, mais tarde, influenciaria novos artistas e seria responsável, em grande medida, pelo surgimento do cubismo.

Mas, até aquele momento, Cézanne havia encontrado apenas a incompreensão da crítica e do público de sua época.

O próprio amigo Émile Zola o retratou como um artista fracassado e medíocre, no romance “A Obra”, de 1886, cujo protagonista, Claude Lantier, é visivelmente inspirado nele.

Será que depois de todo esse alvoroço contra a sua arte, o Cézanne deu a volta por cima?

E quem tem um amigo como Émile, não precisa de inimigo, né? Conta aqui sua opinião nos comentários!

Fontes e Fotos: Site Oficial do Cezanne e Masp. / Wikimedia Commons, Google Arts.

Paul Cézanne: Início na arte e a fundação do “Salão dos Recusados” com Pissarro, Monet, Degas e Renoir
Paul Cézanne: Valorização, morte inesperada e a santíssima trindade do pós-impressionismo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

três × um =

Fechar Carrinho de Compras
Fechar Favoritos
Obras vistas Recentemente Close
Fechar

Fechar
Menu da Galeria
Categorias
Chamar no WhatsApp!!
Estamos online! Como podemos te ajudar?
Brazil Artes • Galeria tá ONline!!!
Olá, posso te auxiliar? 🤗
Estou online e com Descontão Especial para você 🥰
Clique no botão abaixo para ser atendido!