Use o cupom "NEW" e Ganhe até 20% OFF em todas as Artes!

Paul Cézanne: Valorização, morte inesperada e a santíssima trindade do pós-impressionismo

No ano de 1886, o pai de Paul Cézanne morreu e lhe deixou uma grande fortuna. O artista fixou-se então em Aix-en-Provence e casou-se oficialmente com Hortense Fiquet.

Ela era uma mulher com a qual o artista mantinha um relacionamento de muitos anos e com quem inclusive tinha um filho, Paul. A oposição paterna impedira Cézanne de assumir o romance até aquela data.

Por volta de 1890, a obra de Cézanne finalmente começou a ser compreendida e valorizada. Seus quadros passaram a ser disputados pelas galerias e a fazer parte de grandes exposições internacionais.

Vincent van Gogh e Paul Gauguin, junto dos quais Cézanne formará a santíssima trindade do pós-impressionismo, renderam-lhe devotadas homenagens.

Em outubro de 1906, foi surpreendido por uma tempestade em Aix, enquanto pintava no campo. Afetado por uma congestão pulmonar, morreu uma semana depois.

Algo inquestionável a ser mencionado é que Paul Cezánne viveu o suficiente para assistir à virada do século 19 para o século 20 – e ao contrário de Van Gogh e Gauguin, morre com sua obra reconhecida e valorizada pelo público e pela crítica.

E quem tem um amigo como Émile, não precisa de inimigo, né? Conta aqui sua opinião nos comentários!

Fontes e Fotos: Site Oficial do Cezanne e Masp. / Wikimedia Commons, Google Arts.

Paul Cézanne: Retratado como medíocre e a indigesta ruptura com os famosos impressionistas
Da Vinci: O raro artista polivalente que ganhou status de celebridade da história da arte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

seis + seis =

Fechar Carrinho de Compras
Fechar Favoritos
Obras vistas Recentemente Close
Fechar

Fechar
Menu da Galeria
Categorias
Chamar no WhatsApp!!
Estamos online! Como podemos te ajudar?
Brazil Artes • Galeria tá ONline!!!
Olá, posso te auxiliar? 🤗
Estou online e com Descontão Especial para você 🥰
Clique no botão abaixo para ser atendido!